A recandidatura de Pedro Machado à presidência da Turismo Centro, que vai ser apresentada hoje, em Aveiro, é subscrita por mais de 90 por cento dos 150 membros do colégio eleitoral, composto por municípios e associações.

Cinco anos após ter sido eleito pela primeira vez para a liderança da Entidade Regional Turismo Centro, Pedro Machado assegurou o apoio de mais de 90 dos 100 municípios que compõem a região.

A candidatura a um novo mandato de cinco anos é ainda subscrita pelas principais organizações nacionais e regionais do setor do Turismo, como a AHRESP – Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal, e as associações Aldeias de Xisto e Aldeias Históricas de Portugal.

“Esta é uma candidatura que assenta na confiança e responsabilidade que lhe é dada por mais de 120 dos 150 eleitores”, resume Pedro Machado, que deverá realizar uma sessão pública “para mostrar trabalho e avançar prioridades” antes de dia 23, data marcada para as eleições. Até agora, Machado está sozinho na corrida eleitoral, mas admite que possam surgir adversários.

Para já, a recandidatura de Pedro Machado assenta em três pilares: Representatividade territorial; reforço da presença de instituições privadas nos órgãos sociais; renovação dos órgãos dirigentes, nomeadamente através da entrada de mais mulheres para cargos de responsabilidade.

Neste contexto, a candidatura encabeçada por Machado tem representantes das oito sub-regiões do Centro, estando assegurada a presença da maior parte dos cem municípios. A presidência da Mesa da Assembleia Geral continuará a ser assegurada pelo presidente da Câmara de Castelo Branco, Luís Correia, que terá a seu lado Manuel Machado, presidente da Câmara de Coimbra e líder da Associação Nacional de Municípios.

As maiores mudanças previstas por Pedro Machado acontecem no Conselho de Marketing, que terá sete representantes de investidores privados e associações, com a AHRESP ou as aldeias históricas e de xisto.

Na Comissão Executiva, Pedro Machado passará a contar com a presença de uma mulher autarca, “cujo nome será revelado mais à frente”, garante. O presidente da Câmara de Aveiro, Ribau Esteves, irá continuar como um dos responsáveis executivos.

“É uma lista equilibrada, com representatividade territorial e sangue novo, capaz de responder aos desafios de um mandato de cinco anos”, resume Machado.

Fonte:Agência Lusa