Entre 9 e 13 de fevereiro, o Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz recebe o Dance World Cup Portugal (DWC Portugal) 2018, uma organização da Geração da Ribalta – Associação de Dança.

O DWC Portugal é a semifinal de uma competição mundial, o Dance World Cup (DWC), que promove a dança em todas as suas vertentes e como meio de educação, quer de forma profissional, quer de forma lúdica.

Esta iniciativa, dirigida a crianças e jovens adultos, dedica-se à dança de todos os géneros do mundo, valorizando esta forma de expressão artística e oferecendo múltiplas possibilidades a todos os participantes.

O evento permite a inclusão de uma multiplicidade de categorias, como o ballet clássico, moderno, tap, song and dance, street/hip hop, nacional, acro dança e dança clássica grega.

A diversidade presente no DWC Portugal torna a competição mais abrangente e incentiva um maior número possível de participantes a usufruir desta experiência.

Paralelamente, a qualidade reconhecida confere-lhe um elevado valor artístico e proporciona um espetáculo de entretenimento a todo o público.

Os bailarinos selecionados vão poder representar a dança ao mais alto nível e ter a oportunidade de mostrar o seu talento sob o olhar atento dos melhores profissionais do mundo e desfrutar dos aplausos do público.

Este ano, os bailarinos participantes do DWC Portugal vão ser avaliados por um júri internacionalmente reconhecido, constituído por Carlos Pinillos, Filipa de Castro, Mathilde Gilhet, Sheila Benito Hernández e Sofia Sajac.

Os vencedores vão depois à final mundial do DWC, a acontecer em Sitges, Barcelona, entre 22 de junho e 1 de julho.

Na edição do DWC do ano passado, realizada na Alemanha, Portugal foi medalhista de ouro na categoria de dança contemporânea e moderna, com jovens bailarinos, entre os 11 e os 13 anos, representantes da escola Annarella – Academia de Ballet e Dança, dos quais se destacam António Casalinho e Margarita Fernandes.

O Dance World Cup conta com mais de 15 mil jovens de todo o mundo, entre os 4 e os 25 anos, a trabalhar para a qualificação na final, que é realizada anualmente em diferentes cidades.

Realizou-se já em diferentes países, inclusive em Portugal.

Considerado um dos melhores eventos na competição de dança do mundo, a participação no concurso obriga a todo um processo responsável e sério de preparação, que garanta a motivação necessária para que todos os bailarinos se mantenham focados nos seus sonhos e objetivos.

É, ainda, uma festa da dança entre bailarinos de diferentes escolas do mundo, que trocam e partilham sonhos, experiências e aprendizagens, contribuindo para a socialização entre todos.

Mais informações na página oficial do Facebook do Dance World Cup Portugal.

Fonte: Espalha-factos