O vice-presidente dos Bombeiros Voluntários da Figueira da Foz Mário Leitão demitiu-se.

Em declarações ao DIÁRIO AS BEIRAS, garantiu que não falará publicamente sobre os motivos que o levaram a sair, 19 anos depois de fazer parte da direção daquela associação humanitária, para proteger o “bom nome da instituição”. “Não prestarei declarações sobre o assunto, a menos que surjam mentiras na praça pública”, afiançou. Mário Leitão, não obstante, ressalvou que a sua demissão não foi motivada por divergências com a direção, realçando o bom relacionamento com todos os seus elementos, em particular com o presidente, Lídio Lopes.

Lídio Lopes não quis prestar declarações sobre a demissão de Mário Leitão, realçando, contudo, a consideração e o respeito mútuos existentes entre ele o seu antigo número dois.

FONTE:Diário as Beiras