A ACIFF entregou esta segunda-feira, dia 22 janeiro, os prémios aos vencedores do Sorteio de Natal que a associação levou a cabo como dinamização para a época de natal.

Comércio Figueira Natal 2017 foi o nome dado à iniciativa que contou com a participação de perto de 60 lojas do Comercio Tradicional localizadas essencialmente entre o bairro novo e a zona considerada baixa.

Ao todo foram contabilizadas 18.300 senhas para o escrutínio que colocadas na tombola ditaram como vencedoras Luis Florência, Elisabete Silva e Maribela Teixeira.

As compras feitas na Throtleman e nos Miúdos Giros, bem como as senhas adquiridas pela empresa Microplásticos para os seus funcionários, deram a oportunidade de ganhar 2500€, tendo sido este o valor que a ACIFF entregou em vales que serão agora convertidos em compras até 30 de junho, nas mesmas lojas que aderiram à iniciativa a que nos propusemos.

A Direção da ACIFF representada pelo Presidente Carlos Moita e pelos Vice-Presidentes Nuno Lopes e Vitoria Abreu, fizeram questão de agradecer a participação dos presentes, mas também de todas as lojas que acreditam no desafio que a ACIFF lhes propôs.

Os presentes na entrega de prémio tiveram ainda a oportunidade de perceber que em termos económicos este evento gerou uma facturação superior a 183.000€ em compras nos estabelecimentos aderentes no período em que decorreu o sorteio (24 de novembro a 24 de dezembro), tendo em conta a regra de 10€ por compra, face às senhas vendidas.

A Dinamização do natal por parte da ACIFF teve um investimento a rondar os 6.000€ dos quais 2.500€ foram na promoção e legalização do sorteio em causa.

A 2.ª edição do Sorteio de Natal consolidou a ideia e intenção da ACIFF que ao promover esta iniciativa pretendia a dinamização da época, que continua a ser por excelência, de maior consumo no comércio.
Da parte da ACIFF a direção reforça a disponibilidade para continuar a realizar esta iniciativa bem como, aceitar ideias válidas que se possam reflectir na dinamização do setor atraindo assim mais pessoas e dando-lhes a qualidade de um atendimento personalizado que só o comércio tradicional tem.

FONTE:Associação Comercial e Industrial da Figueira da Foz