No ano de 2000, promoveu-se o I Fórum de Colectividades, onde se debateram muitos dos problemas das associações e colectividades do concelho da Figueira da Foz.

De ideias trocadas no decorrer do II Fórum de Colectividades, nasceu a ideia de se criar uma Associação de Colectividades. A ideia consolidou-se em reuniões seguintes, até que a 5 de maio de 2002, nas instalações da Sociedade Boa União Alhadense se decidiu, por unanimidade, constituir a Associação das Colectividades do Concelho da Figueira da Foz.

Hoje presidida por Olga Brás, representa cerca de 100 associações do concelho e tem como objectivo dinamizar e congregar o associativismo.

Nos últimos tem sido notória a sua intervenção na dinamização das associações promovendo os artistas que ao longo do ano trabalham nas diferentes áreas. Para a promoção desses mesmos artistas destaca-se o protocolo realizado entre a ACCFF e o Casino Figueira que permite que os artistas subam ao palco e mostrem o seu trabalho.

À Associação de Colectividades  do Concelho da Figueira da Foz, em 2016, foi entregue o Prémio «Mérito», na categoria «Associativismo».