António Tavares recebeu em 2015 o Prémio Leya pelo romance «O Coro dos Defuntos».

António Tavares nasceu em Angola em 1960, mudando-se para Portugal em 1975, no processo de descolonização. Viveu em várias cidades portuguesas.

Formou-se em Direito pela Universidade de Coimbra e é pós-graduado em Direito da Comunicação. Foi jornalista, fundador e director do periódico regional A Linha do Oeste.

Escreveu peças de teatro, estudos e ensaios, entre outros.

Foi também finalista do Prémio Literário Fernando Namora. Participou no Festival do Primeiro Romance de Chambéry, em França, em 2015.

Foi professor do ensino secundário e, actualmente, exerce o cargo de vice-presidente da Câmara Municipal da Figueira da Foz.

Em 2016, António Tavares recebeu o Prémio Personalidade do Ano – Nacional.