As pontes metálicas da Linha do Oeste, que se encontram no concelho da Figueira da Foz, já sofreram obras de tratamento anticorrosivo. A informação foi fornecida pela Infraestruturas de Portugal que, através de comunicado, refere que as obras estenderam-se às pontes situadas nos concelhos de Torres Vedras, Bombarral, Óbidos, Nazaré e Leiria.

Esta intervenção teve um custo de 636 mil euros e o objetivo foi assegurar e garantir a observância dos índices de fiabilidade, comportamento e segurança das pontes ferroviárias, atenuando os efeitos da exposição aos vários agentes, tais como a humidade, a salinidade ou a poluição, que originam ambientes com elevado grau de agressividade.

No âmbito dos trabalhos foi executada a decapagem integral das pontes com jato de areia para remoção de toda a tinta existente, bem como de eventuais focos de corrosão, tendo posteriormente sido aplicado um esquema de pintura composto por três camadas de tinta.
No contexto da empreitada, e devido à sua especificidade, foram desenvolvidas pelas equipas internas da Brigada de Execução de Pontes algumas das atividades, nomeadamente a substituição de elementos e peças metálicas rebitadas.