Uma mulher de 33 anos, residente na Figueira da Foz, foi vítima de burla na compra de uma peça de vestuário.

Segundo a PSP, a vítima referiu que “encontrou, numa rede social, um artigo de vestuário que lhe agradou e que pretendeu adquirir, tendo para o efeito contactado a anunciante e estabelecido os termos da compra”.

Na nota de imprensa, esta força policial diz que a denunciante “realizou a transferência multibanco da quantia acordada para o NIB indicado e ficou a aguardar a chegada da encomenda, o que até à data não se verificou”.

“Perante os factos tentou contactar novamente a anunciante, momento em que percebeu que a página tinha sido desativada”, refere.

Em consequência destes factos, a PSP deixa alguns conselhos:

“Nas suas vendas / compras online: utilize métodos de pagamento seguros e sites seguros; não faça qualquer troca sem assegurar que os termos acordados foram respeitados; quando estiver na dúvida não hesite em contactar a força policial da área”.