op 2017

A Comissão Técnica do Orçamento Participativo da Figueira da Foz 2017 (OP2017) validou 13 das 15 propostas submetidas na primeira fase deste documento.

Até ao final de outubro, serão os cidadãos eleitores no concelho a decidir o destino de 300 mil euros inscritos no Orçamento Municipal.

Este ano, o OP 2017 conta com quatro circunscrições no concelho, cabendo ao projeto vencedor em cada uma delas o montante máximo de 75 mil euros.

Cada eleitor da Figueira da Foz pode, depois de efetuar o registo, escolher e votar num projecto da circunscrição da sua área de residência (de acordo com a informação associada ao cartão de eleitor).

No OP Cidade (freguesia de Buarcos e São Julião) vão a votação quatro propostas: um espaço de co-working no 1.º piso do Mercado Municipal; um programa de desporto para pessoas portadoras de deficiência; um skatepark para o Parque das Abadias e o programa de colocação de casas-abrigo para gatos de rua.

Ao OP Leste (freguesias de Tavarede, Maiorca e Vila Verde) foram admitidas três propostas: um programa para beneficiação do Parque Florestal Rotário Manuel Alberto Rei; a Casa de Arte e Cultura de Vila Verde e um Centro de Aprendizagem de Bicicleta.

No OP Norte (freguesias de Alhadas, Bom Sucesso, Ferreira-a-Nova, Moinhos da Gândara e Quiaios) foi validada a proposta para um circuito de manutenção na Serra da Boa Viagem.

Ao OP Sul (freguesias de Alqueidão, Lavos, Marinha das Ondas, Paião e São Pedro) foram admitidas cinco propostas: a criação do Museu Etnográfico de Lavos; um circuito de manutenção a instalar no parque de merendas do Bairro Gala-Sidney, em S. Pedro; o projeto para iluminar uma área destinada ao Surf, no Cabedelo; a melhoria das condições para a prática do Surf Adaptado e a recuperação e alargamento do Skate Parque da Praia da Cova Gala.

A votação decorrerá durante todo o mês de outubro.