O médio-centro Pedro Nuno será o próximo jogador da formação da Briosa a assinar contrato profissional. Formado no Benfica, apesar de natural da Figueira da Foz – onde começou a carreira, na Naval –, Pedro Nuno já tem contrato de formação e é o único nessas condições na equipa de juniores orientada por Vítor Alves, que deu o seu aval para que o médio rumasse a Coimbra.

“Foi dispensado pelo Benfica, mas percebemos o potencial que tinha e não hesitámos em trazê-lo. Penso que estará, a curto prazo, num patamar muito alto do futebol português ou internacional, porque tem características únicas: uma invulgar capacidade técnico-tática, um elevadíssimo ritmo competitivo e grande determinação”, observa António José Figueiredo, vice-presidente para a formação, confirmando a intenção do clube em avançar para o contrato profissional.

Nesta altura, a Briosa tem quatro jogadores no plantel formados no clube (Fábio Santos, Paulo Grilo, Magique e Nuno Piloto) e ainda dois ex-juniores ligados ao clube: Ouattara (Ac. Viseu) e Jimmy (U. Madeira). A Académica deseja que Pedro Nuno siga os passos de Sissoko e Flávio, transferidos respetivamente para Wolfsburgo e Málaga, rendendo juntos mais de 1,5 milhões de euros.

“Não se podem esperar sempre negócios milionários, mas os últimos anos foram proveitosos”, destaca António Figueiredo, que promete uma “prospeção cada vez mais cuidada e intensa”.

 

In RECORD

Categoria:

Desporto